12 de julho de 2024
EsporteÚltimas

O Goiás conquistou uma importante vitória ao derrotar o Universitario com um golaço de Apodi, assumindo assim a liderança do grupo na Copa Sul-Americana.

Com um gol incrível marcado por Apodi nos últimos minutos, o Goiás conquistou uma vitória importante por 1 a 0 sobre o Universitario, do Peru, assumindo a liderança do Grupo G na Copa Sul-Americana. O time esmeraldino não teve uma noite muito inspirada no Estádio Hailé Pinheiro, mas Apodi se destacou como o herói alviverde, garantindo a vitória para a equipe goiana.

Com essa vitória sobre o Universitario em Goiânia, o Goiás soma oito pontos e continua invicto na Copa Sul-Americana, com duas vitórias e dois empates. O time peruano fica com sete pontos e está na segunda posição do grupo. No outro jogo do grupo, Gimnasia y Esgrima, de La Plata, e Independiente Santa Fe, da Colômbia, se enfrentaram na Argentina. O time argentino venceu por 1 a 0 e somou seus primeiros três pontos na tabela, enquanto os colombianos ficaram com quatro pontos.

Com esse resultado positivo, o Goiás depende apenas de suas próprias forças para se classificar para a fase eliminatória da Copa Sul-Americana. O próximo compromisso do time goiano na competição será contra o último colocado Gimnasia-ARG, novamente no Estádio Hailé Pinheiro, no dia 8 de junho, às 19 horas.

No jogo, devido ao desgaste físico de vários jogadores do elenco, o técnico Emerson Ávila escalou uma equipe bastante modificada em relação ao time que empatou com o Bahia pelo Campeonato Brasileiro. O treinador optou por uma formação com três zagueiros e três volantes para iniciar a partida. Essa escolha gerou muitas críticas por parte da torcida esmeraldina, que expressou sua insatisfação nas redes sociais com a escalação cautelosa, mesmo quando o Goiás precisava de uma vitória para assumir a liderança do grupo.

Com muitos jogadores defensivos em campo e um meio-campo repleto de volantes como Zé Ricardo, Willian Oliveira e Felipe Ferreira, o Goiás criou poucas oportunidades de gol nos minutos iniciais do jogo. Jogando fora de casa e liderando o grupo, o Universitario adotou uma postura mais tranquila no início da partida, especulando para tentar garantir a vitória e encaminhar sua classificação.

Devido à pouca efetividade do Goiás no ataque, o Universitario começou a se soltar nos últimos minutos do primeiro tempo e chegou a marcar um gol. Aos 46 minutos, Pérez Guedes aproveitou um cruzamento e cabeceou para o gol, mas a bola desviou em Bruno Melo e tirou as chances de defesa de Tadeu. Foi um banho de água fria na Serrinha. No entanto, após revisão pelo VAR, foi constatado que houve posição irregular no início da jogada, e o gol peruano foi anulado, para alívio dos torcedores esmeraldinos.

No segundo tempo, o técnico Emerson Ávila fez três alterações na equipe do Goiás. Ele optou por colocar o lateral-esquerdo Sander e os meias Diego e Palacios, desfazendo o sistema com três zagueiros ao retirar Edu, Hugo e Felipe Ferreira do time para a segunda etapa.

Essas mudanças foram pensadas para tornar o time esmeraldino mais dinâmico no setor ofensivo. No entanto, o Goiás ainda encontrava dificuldades para criar jogadas perigosas. O Universitario conseguia neutralizar as principais ações da equipe da casa e administrava um empate como visitante.

Aos 31 minutos, o time peruano conseguiu marcar novamente. Após uma cobrança de falta, houve um tumulto na área e o zagueiro Di Benedetto empurrou a bola para o gol. No entanto, mais uma vez, a arbitragem anulou o lance devido à posição de impedimento do jogador do Universitario. O Goiás estava salvo mais uma vez.

A partida se encaminhava para o fim quando o gol esmeraldino surgiu, e não foi um gol comum. Aos 43 minutos, Apodi foi lançado em velocidade, dominou a bola no peito e finalizou por cima do goleiro Carvallo, em um belo chute por cobertura. O experiente jogador do Goiás comemorou muito o gol, especialmente após se recuperar de um quadro de dengue.