12 de julho de 2024
EsportePolíciaÚltimas

Tombense e Sampaio Corrêa, equipes que disputam a Série B do Campeonato Brasileiro, cancelaram o contrato com jogadores acusados de envolvimento em um esquema de manipulação de resultados no futebol nacional.

Joseph teve contrato rescindido pelo Tombense

Tombense e Sampaio Corrêa encerraram os contratos com o volante Joseph e o zagueiro Allan Godói, respectivamente. Ambos são réus em um processo de manipulação de resultados na Série B do ano passado, que foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás (MPGO). Embora as rescisões ainda não tenham sido publicadas no BID da CBF, os clubes confirmaram a medida. Joseph e Allan Godói já estavam afastados de suas atividades desde fevereiro e março, respectivamente. Joseph recebeu uma proposta da organização criminosa que liderava o esquema de manipulação de resultados na Série B e recebeu R$ 10 mil adiantados. Já Allan Godói sabia do esquema, mas não foi procurado diretamente pela organização criminosa. Ele teve seu contrato rescindido após os apostadores fazerem um aporte ao atacante Ygor Catatau e adiantarem os R$ 10 mil na conta do zagueiro Paulo Sérgio.

Joseph buscou uma rescisão amigável do contrato em comum acordo, segundo a sua defesa, com o objetivo de buscar outra oportunidade de trabalho para sustentar sua família. Já o zagueiro Allan Godói não retornou aos contatos da reportagem até a publicação deste texto, e sua defesa não foi encontrada. Romário e Gabriel Domingos, volantes que atuavam pelo Vila Nova e são réus no processo, também tiveram seus contratos rescindidos pelo clube goiano. O lateral direito Mateusinho, por sua vez, não será afastado do Cuiabá, seu atual clube. Os ex-jogadores do Sampaio Corrêa, André Luiz, Paulo Sérgio e Ygor Catatau, estão atuando por Ituano, Operário-PR e Sepahan (Irã), respectivamente, e não retornaram os contatos da reportagem. Além dos jogadores, o “núcleo de apostadores” envolvido no esquema de manipulação também foi denunciado pelo MP-GO, incluindo o empresário Bruno Lopez de Moura, sua esposa Cammila Silva da Motta, Zildo Peixoto Neto, Ícaro Fernando Calixto dos Santos, Luís Felipe Rodrigues de Castro e Victor Yamasaki Fernandes.