20 de julho de 2024
NegóciosNotíciasÚltimas

Preço do gás pode variar entre R$ 110, R$ 130, atingindo R$ 1,25 por quilo. Antes do aumento era de R$ 1.

O preço médio do botijão de gás deve subir R$ 5 em Goiás. O aumento ocorre devido à mudança de cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o produto, que passa ter uma alíquota única válida para todo o Brasil.

A mudança foi determinada pela Lei Complementar 192, aprovada em 2022, e sancionada pelo então presidente Jair Bolsonaro (PL), prevendo a unificação das alíquotas de ICMS cobradas sobre gás, diesel e biodiesel pelos estados.

Dessa forma, o preço do gás, que girava em torno de R$ 110 e R$ 130, agora vai custar até R$ 135. O quilo, que valia R$ 1, passa a valer R$ 1,25.
.
A medida, que entraria em vigor em 1º de abril, acabou postergada para o início de maio para permitir que as unidades da federação fizessem os últimos ajustes para a implementação do novo modelo de tributação.

Botijão de gás fica mais caro
Marcello Casal jr/Agência Brasil – 29.11.2021

O aumento em cada estado:

Brasil: 14,9%
Mato Grosso do Sul: 84,5%
Bahia: 37,7%
Sergipe: 56,2%
Rio de Janeiro: 42,9%
Amapá: 43,8%
Rio Grande do Sul: 35,1%
São Paulo: 28,5%
Distrito Federal: 23%
Goiás: 23%
Piauí: 21,8%
Pernambuco: 17,7%
Maranhão: 18,3%
Tocantins: 9,3%
Mato Grosso: 13,5%
Alagoas: 6,9%
Paraná: 2,9%
Pará: 7,1%
Roraima: 5,5%
Rondônia: 9,7%
Amazonas: 3%
Paraíba: 6,4%
Acre: -11,1%
Espírito Santo: 0,0%
Ceará: 0,0%
Rio Grande do Norte: -11,3%
Minas Gerais: -18,7%
Santa Catarina: -21,2%

FONTE: Sindigás