12 de julho de 2024
NotíciasTecnologiaÚltimas

O governo de Goiás está buscando estabelecer parcerias com startups que apresentem projetos inovadores voltados para o setor público.

Programa lançado pela Secti, via Hub Goiás, prevê que startups desenvolvam soluções inovadoras para o setor público goiano.

(Foto: Wesley Costa)

O Governo de Goiás está lançando o Programa GovTech, a primeira iniciativa de inovação aberta do estado, com o objetivo de contratar startups, empresas de tecnologia e negócios inovadores para abordar desafios governamentais em três áreas distintas do setor público. O edital do programa já está disponível para consulta e as inscrições estão abertas até o dia 29 de setembro, por meio do site hubgoias.org.

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) do estado, através do Hub Goiás, está promovendo essa iniciativa com o propósito de permitir que as startups desenvolvam soluções direcionadas ao setor público de Goiás. Neste primeiro edital, foram identificados 12 desafios, abrangendo dois da Secretaria de Administração (Sead), cinco da Saúde (SES) e cinco da Educação (Seduc).

As soluções buscadas devem abordar questões como acelerar os processos administrativos, melhorar o acesso dos cidadãos aos serviços públicos e aprimorar o atendimento à população. Além disso, elas também devem abordar desafios críticos do setor público, como o estabelecimento de ambientes mais seguros, combate às informações de saúde falsas (fake news) e redução da evasão escolar.

Todos os detalhes dos desafios podem ser encontrados no site hubgoias.org/govtech/. Os interessados podem esclarecer dúvidas por meio do e-mail contato@hubgoias.org. Os resultados dos selecionados para a fase de desenvolvimento de protótipos serão anunciados em 20 de outubro, e cada protótipo aprovado poderá receber até R$ 60 mil em investimento para sua execução.

O programa GovTech em Goiás tem como foco principal a melhoria da conexão entre o governo e os cidadãos, bem como o estímulo ao ecossistema de inovação. O Secretário da Secti, José Frederico Lyra Netto, destaca que a aceleração da transformação digital, a redução da burocracia e o aprimoramento do acesso e serviços públicos através de soluções ágeis e inovadoras são os principais objetivos do programa.

Para Felipe Sabat, superintendente de Inovação Aberta do Porto Digital, a organização responsável pelo Hub Goiás, essa iniciativa representa um grande incentivo ao ecossistema de inovação, proporcionando uma oportunidade única de negócios. Dependendo da validação do protótipo, os participantes podem contar com um cliente anjo para investir na execução da solução e, ainda, a perspectiva de contratação final pelo governo de Goiás.

(HUB Goiás).