12 de julho de 2024
EsporteÚltimas

No Estádio Accioly, o Atlético-GO conseguiu um empate emocionante contra o Botafogo-SP, marcando o gol nos minutos finais da partida.

Atlético-GO e Botafogo-SP fizeram um primeiro tempo digno de quem sabe que uma vitória é essencial para a estadia no G4!!!

(Wesley Costa/O Popular)

Neste sábado (27), em uma partida disputada no estádio Antonio Accioly, o Atlético-GO conseguiu buscar o empate nos acréscimos contra o Botafogo-SP, terminando o confronto em 1 a 1. Esse jogo direto por uma vaga no G4 da Série B foi marcado por Salatiel, que abriu o placar aos 48 minutos do segundo tempo após um lançamento do campo de defesa, e por Daniel, que marcou o gol de empate também aos 48 minutos da etapa final. Apesar do empate, as posições das equipes na tabela não foram alteradas.

O Atlético-GO permanece na 5ª colocação, com 16 pontos, enquanto o Botafogo-SP se mantém em 4º lugar. Ambas as equipes aguardam o desfecho da 9ª rodada para determinar suas posições. O próximo compromisso do Atlético-GO será na sexta-feira, dia 2 de junho, em sua 10ª partida na Série B. O Dragão enfrentará o Criciúma como visitante, no estádio Heriberto Hülse, às 21h30. No mesmo dia, um pouco mais cedo, às 19 horas, o Botafogo-SP jogará contra o Ituano no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto-SP.

Com quatro novidades em sua escalação, o Atlético-GO entrou em campo diante de sua torcida com a intenção de se recuperar da derrota por goleada (3 a 0) sofrida para o Juventude na última rodada. O volante Matheus Sales, os atacantes Gustavo Coutinho e Kelvin, e o meia David Braga foram as mudanças feitas na equipe. Esperava-se que as alterações também fortalecessem o sistema defensivo, que vinha apresentando falhas nos jogos anteriores.

Momento que Daniel levanta após finalizar e empatar o duelo para o Atlético-GO contra o Botafogo-SP (Wesley Costa/O Popular)

No entanto, o primeiro tempo foi travado, com o Botafogo-SP se fechando defensivamente e oferecendo perigo nos contra-ataques. Enquanto isso, o Dragão se limitou a jogadas burocráticas. Kelvin tentou algumas vezes criar espaços na defesa adversária com dribles e cruzamentos, e David Braga, substituto de Shaylon, fez uma única jogada interessante ao dar um passe para Gustavo Coutinho, que foi flagrado em impedimento. Aos 15 minutos, o Atlético-GO sofreu uma baixa, pois o zagueiro e lateral Heron se machucou e teve que ser substituído por Jefferson.

Nas oportunidades mais promissoras para o Atlético-GO, Jefferson e Renato chutaram por cima do gol. Em uma jogada de velocidade, Gustavo Coutinho driblou o goleiro, mas perdeu o ângulo para finalizar. Por outro lado, o Botafogo-SP assustou em um erro de saída de bola da equipe goiana, com Lucas Cardoso acertando a trave em seu chute. No segundo tempo, o técnico Alberto Valentim tomou uma decisão ousada ao substituir o volante Matheus Sales por Shaylon. No entanto, logo no reinício da partida, David Braga errou na frente do gol. Em um lançamento longo vindo da defesa paulista, Salatiel venceu a velocidade de Lucas Gazal e finalizou com precisão, no canto de Ronaldo, marcando um gol relâmpago aos 40 segundos da etapa final. Os torcedores locais começaram a vaiar a equipe. Alberto Valentim fez mais alterações, substituindo David Braga, Jefferson e Luiz Fernando.

Shaylon foi deslocado para a lateral esquerda, enquanto Daniel passou a atuar ao lado de Gustavo Coutinho, que estava bem marcado. O Atlético-GO enfrentava dificuldades para criar oportunidades de ataque. Ronaldo fez uma grande defesa em um chute de Osman. A equipe atleticana se tornou um amontoado de jogadores na linha de frente, com Bruno Tubarão, Shaylon, Kelvin, Marco Antônio, Gustavo Coutinho e Daniel, mas ainda assim não conseguiu marcar um gol. Até que, finalmente, o empate saiu. Após um cruzamento de Shaylon, Kelvin tocou na bola e Daniel apareceu oportunisticamente para marcar o gol de empate aos 48 minutos, fazendo o placar ficar em 1 a 1. Inicialmente, o lance foi anulado por um suposto impedimento de Kelvin, mas o VAR confirmou que a jogada foi válida.

Isabela Azine/ Agif/Gazeta Press