24 de julho de 2024
EsporteNotíciasÚltimas

O VAR light é uma versão simplificada e mais econômica do árbitro de vídeo usado no futebol, utilizado no campeonato goiano.

O VAR light, um sistema mais simples e barato de assistência de arbitragem de vídeo, será usado no Campeonato Goiano. A tecnologia será estreada em um possível teste durante a partida entre Vila Nova e Inhumas, no OBA, nesta terça-feira (7) às 19h30, mas a decisão depende de uma avaliação que será realizada às 16h30. A Federação Goiana de Futebol (FGF) obteve autorização da Fifa para utilizar o VAR light, que precisa ser operado por uma empresa credenciada (2Live), com chancela da Fifa. O sistema possui menos câmeras e não utiliza a tecnologia de traçar linhas para verificar impedimentos. As conversas entre os membros da equipe de arbitragem não são gravadas.

O VAR light pode estrear no jogo entre Vila Nova e Inhumas no OBA, dependendo dos resultados do teste desta terça-feira (7). Outro teste será realizado na quarta-feira na Serrinha, onde ocorrerá o jogo entre Goiás e Goianésia. Se tudo correr bem, todos os jogos do Goianão poderão usar o VAR light. O equipamento utiliza uma tecnologia mais simples e barata do que o VAR padrão, com uma estrutura de checagem por meio de tablets, e a estimativa é que custará entre R$ 10 mil e R$ 12 mil por jogo. O VAR light já foi usado na Copa Paulista da Federação Paulista de Futebol (FPF), e o presidente da comissão de arbitragem da FGF, Júlio César Motta, já estudava a implantação dessa tecnologia no futebol goiano há dois anos. A FGF argumentava que o custo do VAR era alto para usá-lo em mais jogos do Goianão, mas agora pode adotar a versão light por ser mais acessível.