12 de julho de 2024
NotíciasSaúdeÚltimas

Uma nova subvariante da Ômicron, a XBB.1.5, foi descoberta em Goiás pela primeira vez, em meio ao aumento de casos da Covid-19 no estado.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia, uma jovem de 18 anos moradora do município foi diagnosticada com a Covid-19 em meados de janeiro e testou positivo para a subvariante XBB.1.5 da ômicron, sendo este o primeiro caso confirmado em Goiás. A pasta informou que a paciente está se recuperando bem e não precisou ser internada.

Na quinta-feira (2), o Programa de Sequenciamento Genômico da Prefeitura de Aparecida de Goiânia identificou a subvariante XBB.1.5 da ômicron em uma jovem de 18 anos que apresentou sintomas gripais como dor de cabeça, tosse e dor de garganta. A paciente, moradora do município, não viajou recentemente nem teve contato com pessoas de outros estados. A secretaria acendeu um alerta devido à alta transmissibilidade da subvariante, que já foi identificada em outras seis ocorrências no Brasil. Além da jovem, familiares próximos também foram diagnosticados com a Covid-19, mas nenhum precisou de hospitalização.

O que é a XBB.1.5?

A subvariante XBB.1.5 é uma das muitas ramificações da variante ômicron, que se tornou dominante em todo o mundo. Desde que surgiu no final de 2021, a ômicron superou as variantes anteriores do coronavírus, incluindo Alfa, Beta, Gamma e Delta. A XBB.1.5 é considerada altamente contagiosa, assim como outras subvariantes da ômicron. Embora os sintomas sejam semelhantes aos das cepas anteriores, a XBB.1.5 tem uma mutação que ajuda a evitar as defesas imunológicas do corpo, mas que também reduz sua capacidade de infectar células humanas. A maioria das pessoas infectadas com essa subvariante apresenta sintomas semelhantes aos do resfriado.