24 de julho de 2024
NotíciasPolíciaÚltimas

Bombeiros realizam resgate da cabeça de um homem cujo corpo foi devorado por um jacaré nas águas do Rio Araguaia.

Testemunhas avistaram o corpo completo próximo a uma pousada, porém, apenas a cabeça foi localizada pela equipe de bombeiros durante as operações de resgate.

O Corpo de Bombeiros efetuou o resgate da cabeça de um indivíduo não identificado nas águas do Rio Araguaia, no povoado de Luís Alves. Uma testemunha registrou a presença do cadáver completo flutuando no rio, mas as autoridades conseguiram localizar apenas a cabeça. Segundo os bombeiros, o corpo teria sido consumido por um jacaré.

O incidente foi reportado no domingo (26), quando a Polícia Militar foi chamada após uma testemunha avistar o corpo nas proximidades de uma pousada. Contudo, ao chegarem ao local, as autoridades não conseguiram encontrar o corpo nas margens do rio. Diante disso, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Técnico Científica e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados, conforme informações da PM.

O tenente-coronel Fabiano Lopes relatou que “inicialmente, o corpo estava íntegro quando recebemos o chamado, mas ao chegarmos no local, constatamos que um jacaré havia consumido mais da metade do corpo. O cadáver foi encaminhado para o IML, e até o momento não conseguimos identificar a vítima”. O tenente do Corpo de Bombeiros, Maycon Lacerda, informou que foram acionados às 15h30 e chegaram ao local por volta das 16h45. Durante o período entre a denúncia e o resgate da cabeça, o corpo teria sido parcialmente devorado por um jacaré avistado nas proximidades.

“Foi possível localizar apenas a cabeça, que apresentava sinais de mordidas”, afirmou o tenente Lacerda, acrescentando que a cabeça estava em estágio inicial de decomposição na margem do rio.

Apesar de imagens do resgate e do estado do cadáver terem sido registradas pelos bombeiros, o jacaré não foi capturado nas filmagens. Os restos mortais foram encaminhados para a Polícia Científica de Porangatu. Informações mais detalhadas sobre a causa da morte ou sobre o jacaré serão fornecidas pela Polícia Técnico Científica, conforme destacado pelo tenente Maycon. Até o momento, a identidade da vítima permanece desconhecida.