22 de julho de 2024
EducaçãoSaúdeÚltimas

Cerca de 50 alunos em Aparecida de Goiânia estão sob investigação devido a um surto de infecção gastrointestinal.

Colégio de tempo integral em Aparecida de Goiânia

Cerca de 50 estudantes de uma escola em Aparecida de Goiânia foram afetados por um possível surto de infecção gastrointestinal, de acordo com informações confirmadas pela assessoria de imprensa da Prefeitura. A notícia começou a circular em grupos de WhatsApp nesta quinta-feira, 30. Uma enfermeira da UPA Geraldo Magela também alertou para a GECA, como ela se referiu à doença, e pediu que as pessoas se previnam. A Vigilância Epidemiológica Municipal de Aparecida já foi notificada e está investigando os casos de gastroenterocolite aguda na escola. A doença pode ser transmitida de pessoa para pessoa, de animais para pessoas, pela ingestão de água e alimentos contaminados e contato com objetos contaminados. A contaminação pode ocorrer em toda a cadeia de produção alimentar, desde o plantio até o consumo, e os manipuladores de alimentos e locais de uso coletivo, como escolas e creches, apresentam maior risco de transmissão.

A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia emitiu uma nota confirmando que a Vigilância Epidemiológica Municipal está investigando um possível surto de gastroenterocolite aguda em uma escola da cidade. Enquanto isso, a Secretaria Municipal de Educação afirmou que a Supervisão Escolar não foi informada sobre o surto, mas que a SME está monitorando as condições das unidades de ensino devido ao calor excessivo e à baixa circulação de ar.