22 de julho de 2024
NotíciasÚltimas

Os telhados de residências e edifícios públicos são retirados, resultando na interdição, em Uruaçu, devido às chuvas.

O meteorologista André Amorim explicou que a tempestade foi causada pela conjunção de calor e umidade provenientes do Mato Grosso.

Em Uruaçu, no norte de Goiás, uma tempestade inesperada causou sérios danos, resultando na destruição de residências e na interdição de edifícios públicos nesta segunda-feira (13). Vídeos evidenciam os estragos em vários pontos da cidade. O gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), André Amorim, explicou que o vento atingiu 60 km/h, destacando a situação atípica do evento climático.

Amorim esclareceu que a combinação de chuvas intensas e rajadas de vento ocorreu em várias localidades, incluindo Uruaçu, Minaçu, Porangatu, Itaberaí e Itapuranga. Ele apontou que, durante a tarde, por volta das 14h, a umidade vinda do Mato Grosso, originária da região Norte, interagiu com o calor local, desencadeando as tempestades.

A entrada dessa umidade do Mato Grosso resultou em chuvas irregulares, com duração de 10 a 30 minutos, mesmo com uma previsão inicial de baixa probabilidade de chuva devido à onda de calor predominante. Amorim comparou a situação à combinação de calor e umidade com fogo e oxigênio, sugerindo que essa conjunção poderia causar problemas, o que foi evidenciado pelos danos causados pela tempestade.

O meteorologista também alertou sobre a persistência de massas de ar quente devido ao fenômeno El Niño, prevendo oscilações de temperatura significativas e a possibilidade contínua de tempestades nos próximos dias. A previsão indicou temperaturas elevadas, tempo seco e abafado, com a melhor chance de umidade prevista para o final de semana.

Apesar dos estragos, não houve relatos de feridos ou desabrigados, conforme informado pelo Corpo de Bombeiros. No entanto, foram registrados destelhamentos de residências, quedas de árvores e falta de energia elétrica nos prédios públicos. A Equatorial, em nota, comunicou que equipes estão trabalhando para restabelecer o fornecimento de energia, após a reconstrução da rede e substituição dos equipamentos danificados ao longo da noite. Até a última atualização, a prefeitura de Uruaçu não havia fornecido um balanço completo dos estragos.

De acordo com o Cimehgo, vento na cidade atingiu 60 km/h (Reprodução/TV Anhanguera)