24 de julho de 2024
EsporteNotíciasÚltimas

O capitão do Goiás faz um apelo por uma equipe forte para encarar o Santos na batalha para evitar o rebaixamento.

Tadeu compartilha sua perspectiva em relação à marca de 45 pontos como um critério para a permanência, discute as reações da torcida e descreve a postura que a equipe deve adotar.

Tadeu, goleiro e capitão do Goiás (Wesley Costa / O Popular)

Com a responsabilidade de enfrentar o Santos em um confronto crucial pela 33ª rodada do Brasileirão, o goleiro Tadeu do Goiás destacou a importância da força mental da equipe. Diante da situação crítica na tabela, o jogador ressaltou a necessidade de focar no presente e deixar para trás o que já passou.

O Goiás atualmente se encontra na zona de rebaixamento, e a vitória contra o Santos se torna imperativa para sair do Z4. O desfecho da rodada atual não será definido imediatamente, apenas em 22 de novembro, quando o confronto entre os dois times imediatamente acima do Goiás (Cruzeiro e Vasco) será realizado. Portanto, um triunfo na partida contra o Santos pode significar a saída da zona de rebaixamento.

O Goiás ocupa o 18º lugar na tabela, com 35 pontos, apenas 2 a menos que o Cruzeiro, 17º colocado, e o Vasco, 16º colocado e primeiro fora do Z4. Tadeu, o capitão do time, enfatizou a importância de manter o controle sobre o que está por vir e de olhar para o futuro, em vez de se apegar ao passado. Ele descreveu o jogo como uma “decisão” e reforçou a necessidade de buscar uma grande vitória.

Tadeu, que está no Goiás desde 2019, já viveu o processo de rebaixamento à Série B em 2020, seguido pelo acesso no ano seguinte, em 2021, com o vice-campeonato da Segundona.

O goleiro destacou a importância de estar mentalmente forte para enfrentar o Santos e fazer a diferença em uma partida decisiva. Ele reconheceu as cobranças da torcida e elogiou o apoio dos torcedores, que estão se mobilizando para ajudar o time a evitar o rebaixamento, apesar das críticas recebidas pela equipe.

Tadeu atingirá uma marca significativa em sua carreira, completando 250 jogos oficiais pelo Goiás na partida contra o Santos. Ele ressaltou que poucos atletas alcançam esse feito e expressou seu desejo de que a alegria só estará completa com a vitória do Goiás.

Quanto às contas para a permanência na Série A, o goleiro admitiu que tem em mente o parâmetro de 45 pontos como necessário. Para alcançar os 10 pontos restantes em seis jogos, o Goiás precisaria de um aproveitamento de 55,5%, o que contrasta com os atuais 36% em 32 jogos no Brasileirão. No segundo turno, o desempenho é de 33,3% em 13 partidas. Tadeu concluiu dizendo que a equipe se apegará às boas ações realizadas pelo clube no passado e se blindará contra as críticas, concentrando-se no que importa: buscar a permanência na primeira divisão do futebol brasileiro.