12 de julho de 2024
EsporteÚltimas

Na Serrinha, Goiás vence líder Botafogo de virada em partida com intervenções do VAR

O Goiás virou o jogo e venceu por 2 a 1 o líder Botafogo, encerrando a sequência invicta do time carioca de 15 jogos na temporada (cinco no Brasileirão) em um jogo com intervenções do VAR na Serrinha neste domingo (14). Tiquinho Soares abriu o placar para a equipe visitante após converter um pênalti, mas Bruno Melo e Maguinho marcaram os gols da virada do Goiás na 6ª rodada da Série A. Com o resultado, o Goiás ganhou pela segunda vez no Brasileirão, alcançou seis pontos e saiu da zona de rebaixamento, ficando em 15º lugar, um ponto à frente do Corinthians, o primeiro time no Z4. Já o Botafogo permanece na liderança com 15 pontos, um a mais que o vice-líder Palmeiras, tendo sofrido a primeira derrota e perdido o 100% de aproveitamento. O Goiás enfrenta o Paysandu na quinta-feira (17), pelo jogo de ida da final da Copa Verde, e depois joga contra o Bahia no sábado (20), fora de casa, pela 8ª rodada do Brasileirão.

Nos primeiros minutos da partida entre Goiás e Botafogo, a equipe alvinegra teve um bom desempenho e dominou a posse de bola. Criaram diversas chances de gol, com Sauer aos 11 minutos e Tchê Tchê aos 17 minutos, porém sem ameaçar o goleiro Marcelo Rangel diretamente.

A tensão começou a tomar conta da Serrinha a partir dos 15 minutos de jogo. Os jogadores do Goiás não concordaram com algumas das decisões do árbitro Rafael Rodrigo Klein/RS e fizeram diversas reclamações em campo. Na opinião dos atletas esmeraldinos, o juiz cometeu alguns erros na marcação de faltas e utilizou cartões amarelos para tentar controlar a partida. Em meio a esse clima, Sander teve uma ótima chance de gol aos 20 minutos, ao receber um passe livre dentro da área, mas o goleiro Lucas Perri conseguiu espalmar o chute cruzado para escanteio.

Aos 32 minutos do primeiro tempo, o Botafogo conseguiu marcar seu gol após uma intervenção do VAR na Serrinha. O árbitro Rafael Rodrigo Klein/RS foi alertado pelo VAR Rafael Traci/SC para rever uma possível falta na área do Goiás. Na jogada, Bruno Melo chegou atrasado em uma dividida com o meia Gustavo Sauer, chutando sua perna esquerda. Inicialmente, Klein não marcou a falta, mas após a revisão que durou cerca de três minutos, ele voltou atrás em sua decisão e marcou o pênalti. Tiquinho Soares converteu a cobrança e abriu o placar para o time carioca.

O Goiás empatou a partida com um gol no final do primeiro tempo, mas somente após a revisão do VAR. Bruno Melo bateu forte para o gol aos 49 minutos, mas o gol foi inicialmente anulado por impedimento. No entanto, depois de cerca de 2 minutos e 40 segundos de revisão, o gol foi validado. No segundo tempo, o Goiás virou o jogo rapidamente aos 11 minutos, com um gol de Maguinho após jogada individual de Matheus Peixoto. O lance foi revisado pelo VAR para verificar um possível toque de mão, mas o gol foi confirmado: 2 a 1 para o Goiás.

FICHA TÉCNICA
Campeonato Brasileiro – Série A – 6ª rodada
Jogo: Goiás 2×1 Botafogo
Local: Estádio da Serrinha (Goiânia/GO)
Data: 14/5/2023
Horário: 18h30
Árbitro: Rafael Rodrigo Klein/RS
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse/SP e Lucio Beiersdorf Flor/RS
VAR: Rafael Traci/SC
GOIÁS: Marcelo Rangel; Maguinho (Dodô), Lucas Halter, Bruno Melo e Sander; Zé Ricardo,
Willian Oliveira (Bruno Santos), Dieguinho (Sidimar) e Palacios (Pedrinho); Matheus Peixoto e Diego Gonçalves (Alesson). Técnico: Emerson Ávila.
BOTAFOGO: Lucas Perri; Di Placido, Adryelson, Luis Segovia (Carlos Alberto) e Marçal;
Marlon Freitas, Tchê Tchê (Lucas Fernandes), Eduardo e Gustavo Sauer (Júnior Santos); Victor Sá (Luis Henrique) e Tiquinho Soares. Técnico: Luís Castro.
Gols: Tiquinho Soares, aos 32 minutos (Botafogo-RJ), Bruno Melo, aos 49 minutos do 1º tempo (Goiás), Maguinho, aos 11 minutos do 2º tempo (Goiás)
Cartões amarelos: Willian Oliveira, Maguinho, Matheus Peixoto, Lucas Halter, Dodô, Zé
Ricardo (Goiás), Luis Segovia, Marçal e Adryelson (Botafogo)
Público pagante: 6.674
Público total: 9.092
Renda: R$ 276.300,00