20 de julho de 2024
NegóciosTecnologiaÚltimas

A Amazon anuncia a eliminação de 9 mil postos de trabalho em uma nova rodada de demissões.

Imagem colorida do logo da Amazon

A Amazon informou que fará uma segunda rodada de demissões, cortando mais 9 mil funcionários. A decisão foi comunicada pelo presidente-executivo da empresa, Andy Jassy, nesta segunda-feira (20). Este anúncio vem após a empresa ter confirmado no início deste ano que iria cortar pelo menos 18 mil funcionários, e no ano passado, em novembro, a previsão inicial era de que 10 mil pessoas deixassem a companhia. Com este novo anúncio, o número total de trabalhadores dispensados chega a quase 30 mil. A Amazon, que é a segunda maior empregadora privada dos Estados Unidos, com mais de 1,5 milhão de trabalhadores, está eliminando posições principalmente na AWS, PXT, publicidade e Twitch.

Jassy explicou que a decisão de demitir foi motivada pela incerteza econômica. “Devido à incerteza econômica em que vivemos e à incerteza no futuro próximo, optamos por simplificar nossos custos e reduzir o número de funcionários”, disse ele. A Amazon não é a única empresa de tecnologia a reduzir seu quadro de funcionários, já que a Meta, Twitter, Microsoft e Alphabet (Google) também anunciaram cortes. A Meta prevê que outros 10 mil funcionários serão cortados e novas contratações foram congeladas. Em novembro de 2022, a empresa já havia demitido 11 mil trabalhadores.