22 de julho de 2024
NotíciasTecnologiaÚltimas

A Oi enfrenta uma nova crise financeira bilionária e pode ser obrigada a recorrer novamente à recuperação judicial.

A Oi solicitou uma liminar na quarta-feira, dia 1º, a fim de se proteger dos seus credores, aos quais deve cerca de 29 bilhões de reais. A 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro será responsável por analisar o pedido. A empresa havia encerrado um processo de recuperação judicial em dezembro passado, mas agora pode enfrentar um novo processo desse tipo. O primeiro processo, com uma dívida de 65 bilhões de reais, é considerado o segundo maior da história do Brasil, ficando atrás apenas do caso da Odebrecht.

Segundo a Oi, a nova crise bilionária foi motivada por diversos fatores imprevisíveis e incontroláveis, e sua atual situação econômico-financeira tornou necessária uma nova etapa de reestruturação. A empresa afirma não ter recursos suficientes para pagar uma dívida de 600 milhões de reais que vence em 5 de fevereiro, e grande parte das dívidas pendentes poderia ser executada devido a cláusulas contratuais.

Embora a primeira recuperação judicial tenha sido um “inquestionável sucesso”, a estrutura de capital da empresa ainda é insustentável, com mais da metade das dívidas em dólar, correndo o risco de aumento devido às flutuações cambiais. A Oi pretende usar a proteção judicial para avançar nas negociações com seus credores e renegociar as dívidas, e também se preparar para uma possível segunda recuperação judicial, caso necessário.