24 de julho de 2024
NotíciasReligiãoÚltimas

A nova Basílica de Trindade já está sendo utilizada para a celebração de missas com a presença de fiéis.

Um complexo religioso está sendo construído, e quando concluído, a igreja terá capacidade para acomodar 10 mil pessoas sentadas. Durante o andamento da obra, celebrações no local são realizadas como uma forma de envolver os fiéis e prestar contas do progresso.

A construção da nova Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade, iniciou este ano e já recebe fiéis em missas que acontecem pelo menos uma vez ao mês. Um dos braços da cruz que comporá a igreja já possui a alvenaria concluída e está preparado para acolher os devotos com segurança, conforme explicado pelo reitor do atual Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, padre Marco Aurélio Martins C.Ss.R.

O padre relatou que a ideia de realizar as missas no canteiro de obras surgiu recentemente e teve uma resposta positiva dos fiéis que participaram desses momentos de celebração. A primeira celebração no local aconteceu em março, e o missionário redentorista ressaltou que essa prática visa estabelecer uma conexão especial entre os devotos e o andamento da obra.

Padre Marco Aurélio enfatizou que o espaço das celebrações é muito seguro e pode acomodar cerca de 1 mil pessoas. “Concluímos o setor A, a parte de alvenaria, e estamos avançando nas obras do setor F, que formam literalmente um lado e outro da cruz. Além disso, já estamos trabalhando nos novos projetos. Nosso objetivo é permitir uma presença mais intensa dos fiéis, não apenas durante as missas, mas ao longo do ano”, afirmou.

A próxima missa na construção da nova basílica está agendada para o dia 30 de setembro, às 17h30. Essa data antecede o primeiro domingo de outubro, quando tradicionalmente começam as novenas de preparação para a Romaria do próximo ano.

A bióloga e empresária Margarida Cavalcante Urzêda de Paula, que é devota e vem de uma família católica, vive em Trindade há cerca de seis anos. Ela faz parte da equipe de liturgia do Santuário Basílica há 4 anos, é catequista e Ministra da Sagrada Eucaristia. Margarida compartilhou que tem recebido inúmeras graças em sua vida. Para ela, participar de uma celebração na obra é uma experiência gratificante e emocionante. Ela esteve presente na primeira missa na construção, que foi realizada para poucos convidados, e mencionou a grandiosidade da nova igreja e o fortalecimento de sua fé.

Segundo Margarida, em todas as vezes que participou das missas na obra da nova Basílica, notou a emoção em muitas pessoas. O lançamento da pedra fundamental para a construção da nova Basílica do Divino Pai Eterno ocorreu durante a Romaria de 2011. Sobre a previsão de conclusão da obra, o padre Marco Aurélio explicou que não é possível estimar uma data exata, pois depende inteiramente das doações dos fiéis. O ritmo das obras está em consonância com os recursos recebidos dos devotos.

“Entendemos que é uma obra extensa e complexa. As doações que recebemos são direcionadas integralmente para esse propósito e o progresso da construção é diretamente proporcional ao valor das doações recebidas. Assim, esperamos que a obra se torne uma realidade em um futuro muito próximo”, concluiu o padre.

Quando a basílica estiver totalmente concluída, terá a capacidade para acomodar 10 mil pessoas sentadas. Em comparação, a basílica atual de Trindade oferece aproximadamente 2,5 mil lugares para os fiéis se sentarem.

(Vinícius Silva Martins / O Popular)