22 de julho de 2024
NotíciasPolíciaÚltimas

Um indivíduo foi detido sob suspeita de extorsão, exigindo quantias em dinheiro para evitar a divulgação de imagens íntimas com as quais mantinham relações.

A polícia informou que o suspeito, que abordou pessoalmente suas vítimas na cidade, chegou a manter relacionamentos que ultrapassaram um ano de duração.
Investigação policial aponta que o suspeito gravava vídeos das relações sexuais com as vítimas e pedia fotos íntimas (Divulgação / Polícia
Civil)

Um profissional de cabeleireiro, de 30 anos, foi detido em Caiapônia nesta segunda-feira (21) por ameaçar voltar público nudes e vídeos pornográficos envolvendo homens com quem mantinha relacionamentos. De acordo com a Polícia Civil (PC), o cabeleireiro usava chantagem, ameaçando divulgar a transmissão, inclusive para as famílias das vítimas. Uma das vítimas cantadas era casada.

O cabeleireiro abordou pessoalmente suas vítimas na cidade, estabelecendo relacionamentos que ultrapassaram um ano, conforme revelou o delegado Ramon Queiroz, responsável pelo caso. A investigação policial indicou que o suspeito gravou vídeos de relações sexuais com as vítimas e solicitou fotos íntimas. Os homens filmados realizaram diversos pagamentos ao suspeito, totalizando R$ 15 mil, para evitar a divulgação, e só procuraram a polícia quando já não dispunham mais de dinheiro para enviar ao suposto chantagista.

O cabeleireiro chegou a entrar em contato com familiares das vítimas e, mesmo após ser bloqueado, recebe dinheiro sob ameaças. A prisão preventiva foi presa na Unidade Prisional de Caiapônia, e ao ser questionado sobre o caso, o cabeleireiro optou pela permanência em silêncio. O delegado Ramon Queiroz informou que o inquérito do caso deverá ser encaminhado à Justiça até a próxima sexta-feira (24).