24 de julho de 2024
SaúdeÚltimas

A aplicação de anticorpos em crianças chega ao fim nesta sexta-feira.

HEMU - ANTICORPO EM CRIANÇAS

O Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (Crie), do Hospital Estadual da Mulher (Hemu), está promovendo uma campanha de aplicação de anticorpo em crianças até esta sexta-feira (17/3), das 8h às 11h. O medicamento Palivizumabe é destinado à proteção de crianças menores de 2 anos que apresentam cardiopatia com repercussão hemodinâmica, displasia pulmonar e prematuridade até 28 semanas, além de imunizá-las contra as formas graves da infecção causada pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR). A imunização reduz a taxa de internações por infecções respiratórias em unidades de saúde neonatais e pediátricas, especialmente durante a sazonalidade do vírus, que compreende os meses de fevereiro a julho. As crianças com menos de dois anos podem ser acometidas por infecções respiratórias agudas pelo VSR, causando bronquiolite e pneumonia, o que pode ser ainda mais grave em bebês prematuros, cardiopatas com repercussão hemodinâmica e portadores de doença pulmonar.

ANTICORPO EM CRIANÇAS

O Palivizumabe, um anticorpo fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), é utilizado para prevenir a forma mais grave da infecção pelo Vírus Sincicial Respiratório (VSR). A Portaria 522/2013, do Ministério da Saúde, instituiu seu uso clínico em 2013. De acordo com o Boletim Infogripe da Fundação Oswaldo Cruz, entre 11 de dezembro de 2022 e 7 de janeiro de 2023, o VSR foi responsável por 59% dos registros de infecções respiratórias em crianças com até 4 anos. Por essa razão, a médica alergista e imunologista do Hemu, Lorena de Castro Diniz, enfatiza a importância da aplicação do anticorpo, pois ajuda a proteger as crianças de contrair a forma mais grave de infecções respiratórias, principalmente em meio à epidemia atual de doenças respiratórias em crianças.

NÚMEROS DO CRIE

De acordo com a coordenadora do Crie, enfermeira Nyslene Lima, a campanha de imunização com o Palivizumabe teve início em fevereiro e continuará até julho, visando proteger as crianças durante o período de sazonalidade do VSR. Somente na semana de 13 a 17 de fevereiro, o Crie imunizou 304 bebês. Para receber o anticorpo, é necessário atender aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, que incluem ser bebê prematuro até 28 semanas, ter displasia pulmonar ou cardiopatia com repercussão hemodinâmica.