12 de julho de 2024
AgronegócioNotíciasPolíticaÚltimas

Durante a instalação do Conselho do Fundeinfra, o governador Ronaldo Caiado afirmou que qualquer decisão tomada pelo conselho será submetida a um processo licitatório.

Durante sua visita à Tecnoshow Comigo 2023 em Rio Verde, o governador Ronaldo Caiado presidiu a primeira reunião do Conselho Gestor do Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra). Ele enfatizou a autonomia do conselho e garantiu que a escolha dos empreendimentos não é de responsabilidade do governador, já que o fundo foi criado com a arrecadação dos produtores. O papel do Estado será o de normatizador e cumpridor das regras do Tribunal de Contas do Estado (TCE), apresentando os gastos que foram autorizados. Segundo Caiado, o que for decidido pelos produtores será licitado pela Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra).

Durante a primeira reunião do Conselho Gestor do Fundo Estadual de Infraestrutura (Fundeinfra), foi entregue um mapa aos membros com as rodovias prioritárias indicadas por produtores rurais, sindicatos, Faeg e outras entidades. “No mês de abril, eles apresentarão novas propostas ou validarão as existentes para que possamos prosseguir com os projetos e licitações com rapidez”, acrescentou o governador. Entre as rodovias que podem receber melhorias com recursos do Fundeinfra, dependendo da decisão do Conselho Gestor, estão a pavimentação da GO-401, entre Rio Verde e Quirinópolis, e a asfaltagem da GO-174, de Aparecida de Rio Doce até o entroncamento com a BR-364.

O Fundeinfra obteve uma arrecadação de R$ 215 milhões em apenas dois meses, valor destinado exclusivamente para investimentos em obras de infraestrutura, tais como pontes e rodovias, buscando assim melhorar a logística competitiva do Estado. O Governo de Goiás tem a previsão de que este fundo alcance R$ 1,1 bilhão ao longo do ano. O secretário de Infraestrutura, Pedro Sales, que também é o presidente do Conselho Gestor, assegurou que a gestão dos recursos do Fundeinfra será democrática. “Todos os representantes do setor produtivo participam das discussões de forma igualitária com os membros do governo”, explicou ele. “Estamos em sintonia. Vamos enfatizar sempre a importância da aplicação dos recursos. Contem com a Adial”, acrescentou Edwal Portilho, presidente executivo da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial de Goiás (Adial).

Além do secretário de Infraestrutura, fazem parte do Conselho Gestor do Fundeinfra os secretários estaduais Adriano da Rocha Lima (Secretaria-Geral do Governo); Tiago Mendonça (Agricultura, Pecuária e Abastecimento); Joel de Sant’Anna Braga (Indústria, Comércio e Serviços); e Lucas Vissotto Júnior (Goinfra). Já os representantes do setor produtivo incluem Joel Ragagni (Associação dos Produtores de Soja e Milho – Aprosoja); Luís Alberto Pereira (Organização das Cooperativas do Brasil – OCB); e Ailton José Vilela (Faeg).

"O que for decidido será licitado", diz Caiado ao instalar Conselho do Fundeinfra