12 de julho de 2024
NegóciosNotíciasÚltimas

Em janeiro, a inflação em Goiânia teve um aumento de 0,53%, impulsionado principalmente pelos preços dos alimentos.

No primeiro mês da presidência de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,53%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O grupo de alimentos e bebidas foi o principal responsável pela alta, com um aumento de 0,59%. Em comparação com dezembro, a inflação desacelerou e ficou abaixo da mediana das projeções do mercado, que esperava uma inflação de 0,56%. Em 12 meses, o IPCA acumulou um avanço de 5,77% até janeiro, o que está acima da meta de inflação do Banco Central (BC) para 2023, que é de 3,25%. O presidente Lula criticou o BC por manter a taxa básica de juros em 13,75% ao ano como forma de conter a inflação no país.

Fonte: IBGE

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Brasil, que mede a inflação oficial do país, registrou alta de 0,53% em janeiro, impulsionado pelo aumento de preços no grupo de alimentação e bebidas, que subiu 0,59%. O resultado representa uma desaceleração em relação a dezembro, quando a inflação havia sido de 0,62%. A inflação acumulada em 12 meses até janeiro foi de 5,77%, abaixo dos 5,79% registrados na divulgação anterior, mas ainda acima da meta de inflação perseguida pelo Banco Central para 2023. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a atuação do Banco Central e a taxa básica de juros, chamando-a de “vergonha” e pedindo que o empresariado faça pressão para reduzi-la. As críticas do presidente podem ter um efeito contrário ao desejado pelo governo, aumentando as expectativas de inflação e pressionando os juros. Além disso, o aumento de preços dos alimentos, especialmente de batata-inglesa e cenoura, foi o principal fator de pressão sobre o IPCA em janeiro. O grupo de transportes também contribuiu para a alta da inflação, com destaque para o aumento dos preços dos combustíveis. Já o grupo de comunicação teve a maior variação entre os grupos, com um aumento de 2,09%, impulsionado pelo aumento dos preços dos serviços de telefonia, internet e TV por assinatura.

Em janeiro, apenas o grupo de vestuário apresentou queda de preços, com uma variação negativa de 0,27%. De acordo com Kislanov, essa foi a primeira baixa no grupo após 23 meses seguidos de altas, sendo a última queda registrada em janeiro de 2021. O gerente da pesquisa explicou que a queda em janeiro de 2023 ocorreu devido aos descontos aplicados por várias lojas nos preços praticados em dezembro para o período de Natal. Ele destacou que o principal fator que influenciou no resultado foi a diminuição de 1,37% no preço das roupas femininas.

De acordo com a última edição do Boletim Focus divulgado pelo Banco Central na segunda-feira, o mercado financeiro aumentou a projeção do IPCA acumulado em 2023 para 5,78%. Essa é a oitava elevação consecutiva na previsão e, se confirmada, o país terá o terceiro ano seguido em que a meta de inflação será ultrapassada.