20 de julho de 2024
NotíciasSaúdeÚltimas

Estado de Goiás Aumenta os Testes e Diagnóstico de Tuberculose

Lacen-GO realiza testes moleculares, ação preventiva ajuda no controle da doença que pode gerar complicações pulmonares e infecção generalizada.
(Fotos: SES-GO)

O Governo de Goiás, em parceria com os municípios, está intensificando os esforços para diagnóstico e controle da tuberculose, uma doença que pode levar a complicações pulmonares, infecção generalizada (sépsis) e, em casos graves, até risco de morte. Dados preliminares revelam um aumento significativo na realização de testes moleculares para tuberculose no período de janeiro a outubro de 2023, em comparação com o mesmo período de 2022. Um total de 3.995 testes moleculares foram conduzidos em 2023, enquanto em 2022 foram realizados 2.937, representando um aumento de 36% na realização desses testes.

Os resultados dos testes indicaram 890 diagnósticos preliminares de tuberculose em 2023, o que representa um aumento de 3,8% em comparação com o mesmo período de 2022, quando foram registrados 857 casos. Esse aumento nos diagnósticos iniciais destaca a importância de um diagnóstico precoce da tuberculose, que permite o início imediato de um tratamento adequado.

Os profissionais de saúde enfatizam que, além da aplicação da vacina BCG em crianças de 0 a 4 anos como medida preventiva, o diagnóstico precoce é uma ferramenta crucial para conter a transmissão da tuberculose. Um diagnóstico rápido e preciso não apenas ajuda a salvar vidas, mas também a evitar a disseminação da doença na comunidade.

O coordenador do Programa Estadual de Controle da Tuberculose e Micobactérias não Tuberculosas da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), Emílio Alves Miranda, destaca que esse aumento nos diagnósticos é um reflexo do término das restrições impostas pela pandemia. Durante todo o ano de 2021, foram registrados 970 casos de tuberculose, enquanto em 2018 foram 1.018 casos. O esforço conjunto da SES-GO e dos municípios está resultando em um aumento na qualidade do diagnóstico e na eficácia do tratamento.

Desde 2014, o Teste Rápido para Tuberculose (TRM-TB) é realizado pelo Laboratório Estadual de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (Lacen-GO). O Ministério da Saúde (MS) forneceu equipamentos para analisar amostras de secreção nasal enviadas por 243 municípios. Emílio Miranda destaca a importância da rede nacional de Teste Rápido para Tuberculose implantada pelo MS, que está contribuindo para diagnósticos mais rápidos e precisos.

Outros dois aparelhos fornecidos pelo MS estão em uso nas Secretarias Municipais de Saúde de Goiânia e Aparecida de Goiânia. Além disso, o Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT) adquiriu uma quarta máquina para o diagnóstico de seus pacientes. Em Rio Verde, a SES consegue fazer o compartilhamento do equipamento da rede de carga viral do HIV do município. Os kits para realização do teste são fornecidos pela SES-GO, e o resultado do TRM-TB é liberado duas horas após o processamento, sendo específico para o Mycobacterium tuberculosis, o agente causador da doença.

Emílio Miranda enfatiza que quando um paciente testa positivo para tuberculose, é certeza de que se trata de um novo caso da doença, o que permite o encaminhamento imediato para tratamento. O tratamento é preferencialmente realizado em postos de saúde, onde o paciente pode receber prescrição de Rifampicina, o principal fármaco utilizado no tratamento da tuberculose na atenção básica. Além disso, o TRM-TB também avalia se o paciente apresenta resistência a esse medicamento, o que é fundamental para o tratamento adequado.

O trabalho da SES-GO tem sido fundamental na capacitação de profissionais de saúde dos municípios para a realização dos testes TRM-TB e na compreensão da sensibilidade desse teste em relação à baciloscopia de escarro, que é amplamente oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O esforço da SES-GO foi reconhecido pelo Ministério da Saúde, que entregou um prêmio à pasta em reconhecimento ao aumento de 21,7% na realização dos testes no período de janeiro a julho de 2023, em comparação com o mesmo período de 2022. Esse aumento é um indicativo do sucesso das iniciativas do governo na luta contra a tuberculose.

Técnica manipula amostra no laboratório do Lacen, responsável pela vigilância laboratorial, auxiliando na prevenção de doenças graves, como ocorreu recentemente com a monkeypox