22 de julho de 2024
EducaçãoNotíciasÚltimas

Cerca de 13% dos estudantes da Universidade Federal de Goiás (UFG) são oriundos de estados diferentes.

Câmpus Colemar Natal e Silva | UFG - Universidade Federal de Goiás

Aproximadamente 12,4% dos alunos aprovados nas três chamadas regulares do Sisu 2023 para a UFG e que confirmaram a vaga online são provenientes de outros estados. Dos 4.141 lugares disponíveis neste ano, 3.767 foram preenchidos, sendo 3.301 (87,6%) por estudantes goianos e 466 por alunos aprovados de outros lugares do país. Os estados que se destacam, segundo dados do Instituto Verbena (IV/UFG), são o Distrito Federal (129), Minas Gerais (55), Pará (53) e Tocantins (51), todos com mais de 50 estudantes previstos para ingresso na universidade (veja quadro). A matrícula presencial, que começa nesta segunda-feira, pode mudar esses números.

Os alunos entrevistados afirmaram que decidiram mudar para Goiás porque já conheciam a capital do estado, que abriga dois grandes câmpus da UFG, o Colemar Natal e Silva, no Setor Leste Universitário, e o Samambaia, no Setor Itatiaia. Airton Silva de Santana, de 19 anos, aprovado em Medicina em 9º lugar na lista de ampla concorrência, mudou-se para Goiânia em 2018 para cursar o ensino médio, financiado por sua família. Ele se interessou pelo curso de Medicina por causa dos problemas de saúde de sua irmã e pela garantia de emprego no futuro. Desde então, decidiu que seu objetivo era estudar na UFG.

Camila Vuicik dos Santos, de 18 anos, aprovada na segunda chamada para o curso de Direito matutino do câmpus Colemar Natal e Silva, mudou-se para Goiás com seus pais, que já haviam planejado a mudança há três anos. Ela gostou da cidade de Goiânia e das pessoas, pesquisou sobre a faculdade e achou os projetos de extensão muito bons. Embora ainda esteja na lista de espera para a UnB, ela decidiu ficar na UFG. Ela está animada com a perspectiva de morar sozinha, mas vai sentir falta de seu cachorro, Snow, que só buscará em setembro.

Edital complementar

A Universidade Federal de Goiás (UFG) apresentou uma novidade para os estudantes que não foram aprovados nas três chamadas do Sisu 2023. Agora, haverá um edital complementar com as vagas que não foram preenchidas. O pró-reitor de Graduação da universidade, Israel Elias Trindade, explicou que, nos anos anteriores, a UFG lançava uma 4ª chamada para preencher as vagas ociosas e, posteriormente, divulgava um edital remanescente para os cursos que ainda tinham vagas abertas. Porém, este ano, as vagas não preenchidas terão um edital próprio, que será publicado ainda neste mês de abril. O objetivo da UFG é obter um número melhor de preenchimento de vagas, e a meta é atingir 100%. O novo edital será mais abrangente que o Sisu, pois aceitará notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2009 até 2022. O pró-reitor ressaltou que a intenção é que o edital complementar se torne uma política institucional eficiente para a UFG.