20 de julho de 2024
NotíciasSaúdeÚltimas

Uma parceria entre o Ministério Público de Goiás (MP-GO) e uma empresa permitiu a destinação de aproximadamente R$ 2,5 milhões para a estruturação de abrigos destinados a idosos em Anápolis.

Através da intervenção efetiva da 5ª Promotoria de Justiça de Anápolis, o Ministério Público de Goiás (MPGO) celebrou um termo de ajustamento de conduta (TAC) com uma cadeia de postos de gasolina, resultando na alocação de cerca de R$ 2,5 milhões para um lar de idosos na cidade.

Segundo o promotor de Justiça Paulo Martorini, que é responsável pela 5ª Promotoria de Justiça de Anápolis, o MP tem feito diversos acordos com empresas, o que tem permitido a destinação de recursos para a melhoria das instituições de longa permanência para idosos (ILPIs) na cidade. Em 2017, ao iniciar as fiscalizações nas ILPIs, foram encontrados graves problemas estruturais que afetavam a qualidade de vida dos idosos. Desde então, a 5ª Promotoria de Justiça tem celebrado acordos com diversas empresas investigadas, revertendo parte dos recursos obtidos para essas instituições. “Combinados com os esforços dos dirigentes das instituições, dos órgãos públicos e da sociedade civil, os recursos encaminhados pelo MP permitiram a reforma completa de algumas edificações, trazendo mais dignidade aos usuários do serviço”, destacou o promotor de Justiça. Um exemplo disso é o Abrigo Monte Sinai, que já possui uma nova ala para abrigar homens idosos e agora iniciou a segunda etapa para estruturar a ala feminina.